Pescadores se divertem com a pesca de “Dourado Facão” no rio Parana

É comum no rio Paraná a pesca do “Dourado facão” ou popular “cachorras”. Estes peixes costumam vir na isca artificial e na isca natural. Normalmente quando se esta a procura do Tucunaré aparecem as gigantes “cachorras” ou “Dourado Facão”.
Este peixe não é muito apreciado na culinária por conter muitos espinhos, mas proporciona muita diversão na ponta da vara com seus saltos. Os pescadores Cido, Fabio, Zé e Luiz compartilharam com a família VivaPontal um destes maravilhosos momentos no rio Paraná.
    
Veja vídeo desta pescaria:

Conheça o “Dourado facão” ou “Cachorra”

Nome popular:
Cachorra-facão, Peixe-cachorro, Ripa
Nome científico:
Rhaphiodon vulpinus
Família:
Cynodontidae
Distribuição geográfica:
Bacias amazônica, Araguaia-Tocantins e Prata.
Ecologia:
Peixe piscívoro. A reprodução ocorre de novembro a março e a primeira maturação sexual a partir de 24cm de comprimento. Não é importante como espécie comercial, porque possui muita espinha e pouca carne.
Equipamentos recomendados:
Equipamento do tipo médio; linhas de 14 a 20 lb.; anzóis de n° 4/0 a 6/0. Recomenda-se usar empate de aço com pelo menos 20cm.
Iscas:
Podem ser capturados com peixes, pedaços ou inteiros, e também com plugs de superfície e meia água.
Dicas:
As possibilidade de captura são muito maiores se a fisgada for feita de baixo para cima.
Recordes:
2,1kg/4lb 10 oz
Detalhes:
Peixe com escamas diminutas; corpo bastante alongado e comprimido; boca grande e oblíqua. Dentes caninos, sendo que a mandíbula apresenta um par de presas que se encaixa no maxilar superior. Nadadeira dorsal localizada na metade posterior do corpo, na mesma direção da anal, e nadadeiras peitorais longas. Os raios medianos da nadadeira caudal são prolongados formando um filamento. Coloração prata uniforme, mais escura na região dorsal. Alcança 70cm de comprimento total e cerca de 600g.

Deixe seu comentário aqui.